Pular para o conteúdo principal

Última atualização da página: 20 de março de 2024

Rede principal Ethereum para empresas

Os aplicativos de blockchain ajudam empresas a:

  • Aumentar a confiança e reduzir o custo de coordenação entre os parceiros de negócios
  • Melhorar a responsabilidade da rede de negócios e a eficiência operacional
  • Criar novos modelos de negócios e oportunidades de criação de valor
  • Preparar a organização para o futuro de maneira competitiva

Aplicativos da cadeia de blocos empresarial podem ser construídos na

Ethereum ou em cadeias de blocos privadas baseadas na tecnologia Ethereum. Encontre mais informações em cadeias privadas do Ethereum.

Ethereum público x privado

Existe apenas uma Rede principal Ethereum pública. Os aplicativos construídos na Rede principal são capazes de interoperar, da mesma forma que os aplicativos construídos na Internet podem se conectar entre si, aproveitando todo o potencial da cadeia de blocos descentralizada.

Muitas empresas e consórcios implantaram cadeias de blocos privadas e autorizadas para aplicações específicas baseadas na tecnologia Ethereum.

Principais diferenças

  • Segurança/Imutabilidade da cadeia de blocos – A resistência de uma cadeia de blocos à manipulação é determinada pelo seu algoritmo de consenso. A Rede principal Ethereum é protegida pela interação de milhares de nós independentes executados por indivíduos e mineradores em todo o mundo. As cadeias privadas normalmente têm um pequeno número de nós controlados por uma ou algumas organizações; esses nós podem ser fortemente controlados, mas apenas alguns devem ser comprometidos para reescrever a cadeia ou cometer transações fraudulentas.
  • Desempenho – Como as cadeias privadas do Ethereum empresarial podem usar nós de alto desempenho com requisitos especiais de hardware e diferentes algoritmos de consenso, como a prova de autoridade, elas podem alcançar uma taxa de transferência mais alta na camada de base (Camada 1). Na Rede principal Ethereum, é possível alcançar altas taxa de transferência com o uso de soluções de escalonamento de Camada 2.
  • Custo – O custo para operar uma cadeia privada é refletido principalmente no trabalho para configurar e gerenciar a cadeia, e os servidores para executá-la. Embora não haja custos para se conectar à Rede principal Ethereum, existe um custo de gás para todas as transações, que devem ser pagas em Ether. Os retransmissores de transações (mais conhecidas como Postos de Combustível) estão sendo desenvolvidos para eliminar a necessidade de os usuários finais e até as empresas usarem Ether diretamente em suas transações. Algumas análises(opens in a new tab) mostraram que o custo total para operar uma aplicação pode ser menor na Rede principal do que executar uma cadeia privada.
  • Autorização de nós – Somente nós autorizados podem se juntar a cadeias privadas. Qualquer um pode definir um nó na Rede principal Ethereum.
  • Privacidade – O acesso aos dados gravados em cadeias privadas pode ser controlado restringindo o acesso à rede e, de maneira mais precisa, com controles de acesso e transações privadas. Todos os dados gravados na Camada 1 da Rede principal podem ser visualizados por qualquer pessoa, portanto, as informações confidenciais devem ser armazenadas e transmitidas fora da cadeia, ou então criptografadas. Padrões de design que facilitam isso estão emergindo (por exemplo, Baseline, Aztec), bem como soluções de Camada 2 que podem manter os dados compartimentados e fora da Camada 1.

Por que construir na Rede principal Ethereum?

Empresas têm experimentado a tecnologia de blockchain desde 2016, quando os projetos Hyperledger, Quorum e Corda foram lançados. O foco incidia principalmente sobre empresas privadas com autorização, mas a partir de 2019, houve uma mudança na maneira de ver as cadeias de blocos públicas em relação às privadas para aplicações de negócios. Uma pesquisa(opens in a new tab) conduzida pela Forrester revelou que “Os entrevistados da pesquisa ... veem esse potencial, com 75% afirmando que provavelmente usarão cadeias de blocos públicas no futuro e quase um terço afirmando ser muito provável”. O Paul Brody da EY falou(opens in a new tab) sobre os benefícios de construir sobre uma cadeia de blocos pública, que (dependendo da aplicação) pode oferecer maior segurança/imutabilidade, transparência, menor custo total de propriedade e capacidade de interagir com todas as outras aplicações que também estão na Rede principal (efeitos de rede). O compartilhamento de um quadro de referência comum entre as empresas evita a criação desnecessária de numerosos silos isolados que não conseguem comunicar e compartilhar ou sincronizar informações entre si.

Outro desenvolvimento que está deslocando o foco em direção a cadeias de blocos públicas é Camada 2. Primeiramente, a Camada 2 é uma categoria de tecnologia de escalabilidade que possibilita o uso de aplicativos com alta taxa de transferência em cadeias públicas. Além disso, as soluções da Camada 2 também podemresolver alguns dos outros desafios que levaram os desenvolvedores empresariais a escolher cadeias privadas no passado(opens in a new tab).

Recursos para desenvolvedores corporativos

Organizações

Diversas organizações trabalharam juntas para tornar o Ethereum amigável para empresas:

  • Enterprise Ethereum Alliance (EEA)(opens in a new tab) A EEA permite que as organizações adotem e usem a tecnologia Ethereum em suas operações diárias de negócios. Ela capacita o ecossistema Ethereum para desenvolver novas oportunidades de negócios, impulsionar a adoção do setor e aprender e colaborar entre si. O grupo de trabalho da Rede principal da EEA é um ponto focal para os representantes de empresas interessadas em desenvolver na Rede pública Ethereum, assim como para membros da comunidade Ethereum que gostariam de apoiá-los.
  • Ethereum OASIS Open Project(opens in a new tab) O objetivo do Ethereum OASIS Open Project é fornecer um fórum neutro destinado aos diversos participantes para criar especificações de alta qualidade que facilitem a longevidade, interoperabilidade e facilidade de integração do Ethereum. O projeto pretende desenvolver normas claras e abertas, documentação de alta qualidade e conjuntos de testes que facilitem novos recursos e aprimoramentos para o protocolo Ethereum.
  • Baseline Project(opens in a new tab) O Baseline Project é uma iniciativa de código aberto que combina avanços em criptografia, troca de mensagens e cadeia de blocos para fornecer processos de negócios seguros e privados a baixo custo por meio da Rede principal Ethereum. O protocolo permite uma colaboração confidencial e complexa entre empresas, sem deixar nenhum dado sensível na cadeia. O Baseline Project é um subprojeto do Projeto Aberto Ethereum OASIS, coordenado pelo Comitê de Direção Técnica do Baseline.

Produtos e serviços

  • O Alchemy(opens in a new tab) fornece serviços e ferramentas de API para construir e monitorar aplicativos no Ethereum
  • O Blast(opens in a new tab) é uma plataforma de API que fornece APIs RPC/WSS para a Rede principal e as Redes de teste para o arquivo do Ethereum.
  • Blockapps(opens in a new tab) é uma implementação do protocolo Ethereum para empresas, com ferramentas e APIs que formam a plataforma STRATO
  • O Chainstack(opens in a new tab) é a infraestrutura da rede principal e da rede de testes do Ethereum hospedada em nuvens de clientes isolados e públicos
  • O ConsenSys(opens in a new tab) fornece uma variedade de produtos e ferramentas para construção no Ethereum, bem como serviços de consultoria e desenvolvimento personalizado
  • O Envision Blockchain(opens in a new tab) fornece serviços de consultoria e desenvolvimento com foco empresarial especializados na Rede principal Ethereum
  • O EY OpsChain(opens in a new tab) fornece um fluxo de trabalho de aquisição, emitindo contratos da RFQ, ordens de compra e faturas em sua rede de parceiros de negócios confiáveis
  • O Hyperledger Besu(opens in a new tab) é um cliente Ethereum de código aberto desenvolvido sob licença Apache 2.0 e escrito em Java
  • O Infura(opens in a new tab) é uma API escalável de acesso às redes Ethereum e IPFS
  • O Kaleido(opens in a new tab) é uma plataforma de desenvolvimento focada em empresas que oferece uma cadeia de blocos simplificada e aplicativos de ativos digitais
  • NodeReal(opens in a new tab) fornece infraestrutura de blockchain escalável e a API do provedor de serviços para o ecossistema Web3
  • O Provide(opens in a new tab) fornece infraestrutura e APIs para aplicativos Web3 para empresas
  • O QuickNode(opens in a new tab) fornece nós confiáveis e rápidos com APIs de alto nível como NFT API, Token API, entre outras, enquanto entrega um pacote unificado de produtos e soluções de nível empresarial
  • Tenderly(opens in a new tab) é uma plataforma de desenvolvimento Web3 que fornece blocos de depuração de infraestrutura, observação e construção para desenvolvimento, teste, monitoramento e operação de contratos inteligentes
  • A Unibright(opens in a new tab) é uma equipe de especialistas, arquitetos, desenvolvedores e consultores da blockchain, com mais de 20 anos de experiência em processos de negócios e integração
  • Zero Services GmbH(opens in a new tab) é um provedor de serviços gerenciados espalhado por locais compartilhados na Europa e na Ásia. Opera e monitora seus nós de forma segura e confiável
  • Zeeve(opens in a new tab) fornece uma variedade de produtos e ferramentas de criação no Ethereum, além de infraestrutura e APIs para aplicativos Web3 para empresas.

Ferramentas e bibliotecas

Soluções de escalabilidade

Camada 2 é um conjunto de tecnologias ou sistemas executados sobre o Ethereum (Camada 1), que herdam propriedades de segurança da Camada 1 e fornecem maior capacidade de processamento de transações (transferências), taxas de transação mais baixas (custo operacional) e confirmações de transações mais rápidas do que a Camada 1. As soluções de escala de Camada 2 são protegidas pela Camada 1, mas permitem que os aplicativos da blockchain manipulem muitos mais usuários, ações ou dados do que a Camada 1 poderia acomodar. Muitos deles aproveitam os avanços recentes em criptografia e conhecimento zero (ZK - zero-knowledge) para maximizar o desempenho e a segurança.

Construir seu aplicativo sobre uma solução de escalabilidade de Camada 2 pode ajudar a lidar com muitos dos problemas que anteriormente levaram empresas a construir em blockchains privadas(opens in a new tab), mas ainda assim manter os benefícios de construir na Rede principal.

Aplicações empresariais ativas no Rede principal

Aqui estão alguns dos aplicativos corporativos que foram construídos em cima da Mainnet pública Ethereum

Pagamentos

  • Brave Browser(opens in a new tab) paga aos usuários para visualizar anúncios e os usuários podem pagar aos editores para apoiá-los por meio do Basic Attention Token.
  • hCaptcha(opens in a new tab) Sistema CAPTCHA de prevenção de bots que paga aos operadores do site o trabalho realizado pelos usuários para rotular dados para aprendizagem de máquina. Agora implantado pela Cloudflare
  • EthereumAds(opens in a new tab) permite que os operadores do site vendam espaço de publicidade e sejam pagos via Ethereum

Finanças

Geração de token do ativo

Autenticação de dados

Cadeia de abastecimento

  • Morpheus.network(opens in a new tab) – plataforma de automação de cadeia de suprimentos que implementa um sistema híbrido de cadeias privadas com dados autenticados na Ethereum Mainnet, sendo usada por empresas como a Federated Co-op Ltd., distribuidora canadense de alimentos, petróleo e gás, e a Vitalcan, fornecedora argentina de alimentos para animais.
  • Minespider(opens in a new tab) – rastreamento da cadeia de suprimentos
  • EY OpsChain Contract Manager(opens in a new tab) – permite que as empresas participem de um fluxo de processo de aquisição, emitindo pedidos de cotação (RFQ), contratos, ordens de compra e faturas para toda a sua rede de parceiros de negócios confiáveis
  • Treum(opens in a new tab) – traz transparência, capacidade de rastreio e negociação para cadeias de abastecimento, usando a tecnologia de blockchain
  • TradeTrust(opens in a new tab) – verifica conhecimentos de embarque marítimo eletrônicos (eBLs) para envio internacional

Seguros

Credenciais e certificações

Serviços

Se quiser adicionar elementos a esta lista, consulte as instruções para contribuir.

Este artigo foi útil?